.post-body img { width: 500px!important; height: auto!important; }

terça-feira, 12 de agosto de 2014

ADEUS MR.ROBIN!!

OLÁ GENTE AMADA?!!!

Hoje é um dia que mesmo lindo e de um azul invejável, ficou mais triste!
Acho que nesse planeta não existe um ser humano que não tenha pelo menos um filme desse ator fantástico como preferido?!




          Assisti a quase todos e fiquei sem palavras ontem quando escutei essa notícia no jornal nacional! Gente, ele fez parte da minha adolescência! 
         Fui ao cinema assistir " Hook, a volta do capitão gancho", "Sociedade dos poetas mortos" - lindo de doer e com uma mensagem tão positiva! " Amor além da vida" o qual chorei durante e pós o filme com sua interpretação apaixonada. "Bom dia Vietnã!" Indico a todas as pessoas que eram pequenas na década de 80, a trilha é linda e a mensagem também. Ri demais com ele em "Uma babá quase perfeita" e me emocionei também. Patch Adams, nem tenho palavras! Um filme que meu pai gravou e assistiu tantas vezes pela grandeza do personagem e do ator que deu mais vida ainda a essa história!
         Robin só ganhou um Oscar, de ator coadjuvante por sua atuação em "Gênio Indomável", um filme espetacular de Ben Affleck e Mat Damon.
        Ainda não consigo acreditar!! Não consigo ligar a notícia triste a essa pessoa! Mas penso que muitas vezes o que sabemos não é a realidade vivida. Muitos famosos não conseguem lidar com os insucessos, acontecimentos que os surpreendem na vida e são elementos que atacam profundamente sua auto-estima, seu coração, sua postura perante o publico, os amigos, a família. Nunca imaginei que Mr. Williams tivesse problemas com álcool e drogas, que vivia uma depressão e mesmo assim tinha forças para o trabalho e um trabalho tão digno que os encantava. Hoje li que ele deixou quatro filmes inéditos e pensei: Como assim? Porque ir embora tão cedo assim? Bem, isso é entre ele e Deus!
         De minha parte lembrarei de Robin como aquele garoto que se recusava a crescer, como aquele palhaço de nariz vermelho que emocionou tantas pessoas em Patch Adams, como o general em "Uma noite no Museu", como aquele professor maravilhoso que ensinava vida aos seus alunos em "Sociedade dos poetas mortos". Hoje a Globo vai transmitir esse último filme após o "Programa do Jô", quem puder...assista, vai acordar pensando diferente.
         Nunca, apesar de todos os problemas desse mundo que podem nos atacar a alma, devemos tirar a vida! Deus sempre está do nosso lado. Acreditar nele nos deixa mais fortes!
         Gostaria muito de saber a opinião de vocês sobre esse acontecido!


Uma noite no Museu


                                                                  Gênio Indomável


Bom dia Vietnã!

 
                                                                Uma Babá quase Perfeita
                                      
                                   Adeus Mr. Robin!! Que você tenha paz!
                                          Ótima terça amados e amadas!!
                                                   Big beijo!

12 comentários:

  1. Oi Cris, tb assisti a todos filmes que ele fez.
    Ele vai deixar saudades, adorava o sorriso dele, parecia sincero nas suas filmagens.
    Pena que perdemos ele para uma droga, a bebida, eu fico sem entender.
    Beijos minha querida

    ResponderExcluir
  2. Ei Cris
    Os artistas de cinema, os famosos, com suas vidas milionárias e glamourosas, também passam por todos os perrengues mentais, espirituais como qualquer outro ser humano; nós, público, fãs dos filmes, não imaginamos isto, achamos que tudo é tapete vermelho, luz, sucesso. Acho que é por aí.
    Um excelente ator, fará muita falta.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. "Oh Captain, my Captain..."
    Um dos melhores atores, carismático, que transparecia um pouco de si em cada personagem...
    É uma ironia que alguém que fez o mundo inteiro rir tenha tido um fim tão triste...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá Cris, nunca fui de ser fãzoca, nem tive ídolos do cinema ou mística. Mas aprecio certos atores, e Robin Williams era um deles. Não consigo entender como pessoas que tem um dom, neste caso para actuar, que fazem rir e sonhar milhões de pessoas, que têm o poder pela sua visibilidade de levar mensagens a todo o mundo, de inspirar, como pessoas destas conseguem cair na bebida, no alcool e neste caso, tirar a própria vida. Lamento muito que tenha sido assim. De todos os seus filmes "bom dia Vietnam" e "clube dos poetas mortos" (é este o título em Portugal) são os meus preferidos. Este último então já vi e revi, vezes sem conta, e de cada vez que vejo, me emociono. Será que estas pessoas rodeadas de gente, se sentem sós? Uma pena Cris.
    Passando para assuntos mais leves: a cadeira do sogro ficou lá em casa. Quando tiver as 6 coloridas, vou mostrar a vcs. Só não sei quando, pois com esta mania de encontrar as coisas em vez de comprar, só Deus sabe quando terei o conjunto completo! E vc tem razão: sou tão colorida quando vc. Sabe que nunca tinha realizado? será que tb transmito esse positivismo, essa onda transbordante de força que vc consegue transmitir com suas bijuterias e ilustrações? Beijão Cris!!

    ResponderExcluir
  5. Ah Cristina, eu também fiquei passada, chocada mesmo com a notícia da morte dele ontem à noite!
    Vi todos estes filmes também, sou cinéfila e não perdia os filmes dele porque ele sempre foi,além de bom ator, um cara sensível. Mas, não entendi seu triste fim, pois se ele pôs fim à própria vida, suicidando-se por problemas financeiros, aquele ser humano que eu achava também tão sensível e que suas palavras no filme como: Sociedade dos Poetas Mortos, onde ele incentivava o "Carpe Diem", o viver a vida intensamente, não fez sentido com esta morte estúpida.
    Lembrei aqui de mais um desses filmes lindos e cheios de mensagem, aquele em que ele faz um robô apaixonado por uma humana, lembra? Não consigo lembrar o nome do filme, mas também muito lindo.
    Uma pena, uma lástima uma vida se perder assim, tão rapidamente!
    um abraço carioca


    (Convido-a a me ouvir lá no meu blog, passa lá!)

    ResponderExcluir
  6. Oi Cris,eu vi TODOS os filmes dele,mas meu favorito sempre foi Sociedade dos Poetas Mortos,na minha opinião obrigatório pra todos os jovens em fase de decisões na vida, e tb pra todos os pais de filhos adolescentes,a msg desse filme me acompanha desde q o vi pela primeira vez...Carpe diem!

    ResponderExcluir
  7. Ele era maravilhoso!Mas...

    Bjs,Cris!

    ResponderExcluir
  8. Oi linda,
    A vida é possível apenas por meio de desafios.As dificuldades sempre existem, são parte da vida. E é bom que existam, ou não haveria crescimento. Dificuldades são desafios. Elas o incitam a trabalhar, a pensar, a descobrir meios de sobrepujá-las mas infelizmente ele não conseguiu superar a depressão.
    Abandono... Medo... Solidão... Melancolia... Morte...Culpa... Suicidio...
    É assim que começa, acho que ele se sente abandonado...Ele já tinha problemas com drogas também,
    passadas as dores da "síndrome de abstinência" o seu maior inimigo será o Vazio.
    Ele não conseguiu ver a vida com todas as suas limitações e frustrações, e mesmo assim merece ser vivida.
    Estou triste também...é uma perda grande.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Postei lá no blog meu sentimento e trouxe um trechinho de lá que resume o que senti:
    Como diz a sabedoria popular, coração é terra em que ninguém passeia, logo ele que passeou pela Terra do Nunca, protagonizou o menino que nunca cresce, que passou pelas aventuras de Jumanji, pelo Museu de História Natural, incorporou um homem bicentário, se vai, por um desatino, aos 63 anos. Indomável como tantos outros gênios que vemos nas telonas e perto de nós, perdendo para as drogas, para as perturbações mentais. Pessoas com talento, com carisma, com fortunas, com oportunidades e que não conseguem administrar os insucessos ou para quem o sucesso e a fortuna tomam rumos nocivos.
    Essas pessoas muitas vezes não sabem que o melhor delas para muitos que os cercam é aquele dia que ela não pagou a conta, aquele filme que ela não ganhou o Oscar, aquele sorriso, aquela história que não teve palco, não teve aplausos. Como ele disse, em seu personagem de Uma noite no Museu: "Alguns homens nascem grandes, outros tem a grandeza imposta a eles". Ele nasceu pequeno e foi grande, tenha sido por imposição ou não, parece que lhe pesou.

    Achei lindo o que li no Uol, que um amigo dele, também ator, disse, segue link da matéria:
    http://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2014/08/12/senti-o-espirito-de-robin-williams-diz-jeff-bridges-apos-morte-do-ator.htm

    ResponderExcluir
  10. Oi Cris, voltei para dizer que estou chocada com a confirmação da morte do meu candidato Eduardo Campos a Presidência da República
    Será que ficarem refém dos petistas?
    Beijos minha linda

    ResponderExcluir
  11. Oi Cris,

    também fiquei muito triste, quase não acreditei, assisti todos os filmes que ele fez.
    Este ano muitos artistas queridos estão indo embora.

    Bejim.

    ResponderExcluir
  12. Oi Cris, eu também fiquei muito chocada, sempre via uma tristeza no fundo dos olhos dele, mas nunca imaginei que ele andasse por labirintos tão escuros em sua alma…
    Ele lutava com um vício de cocaína e álcool há 20 anos e se internou várias vezes, mas nada deu certo.
    Eu assisti a todos os filmes deles e adorava seu trabalho, seu talento e carisma farão falta.
    Bjs querida e ótimo final de semana

    ResponderExcluir

Preciosas e preciosos visitantes, saibam desde já que amei seu comentário, e espero que voltem sempre!!
Me traz muita alegria pessoas que acrescentam ao meu cantinho palavras sinceras e amigas, é isso que procuramos, gente do bem!
Por favor, não usem de ofensas, nem falta de educação. Esse espaço é para sermos felizes e não acusados, julgados ou prejudicados.
Gentileza gera gentileza!!!!
Retribuirei sempre o carinho!
Beijos e aproveitem!